CONTEÚDOS - Artigos Semanais

É HORA DE DESPERTAR! SETEMBRO AMARELO, MÊS INTERNACIONAL DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO E VALORIZAÇÃO DA VIDA



De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio no mundo, anualmente. Destaca que esta situação toma uma dimensão ainda mais estarrecedora se considerarmos os dados relativos às tentativas frustradas, que não constam nas estatísticas.


Atualmente, uma campanha chamada Setembro Amarelo, que visa chamar atenção da população para o suicídio e como preveni-lo tem se intensificado, nesse mês o assunto é tratado com mais ênfase. Esta é uma grande conquista se considerarmos que este assunto ainda é, silenciado e pouco discutido.


Falta de dinheiro, solidão, problemas familiares, bullying, dificuldade em lidar com a dor… São vários os gatilhos, e a dor emocional vai ficando intensa, sufocante. A pessoa, deixa vestígios de que pretende fazê-lo. “Seria melhor não existir”, “Não vejo graça em nada!”, frases como estas, o aumento excessivo no consumo de álcool, drogas, mudanças no peso, automutilação, falar muito sobre a morte… Assim começa a busca por uma solução, mesmo que drástica.


A melhor forma de prevenir o suicídio é cuidar dos desmoronamentos emocionais das pessoas, inclusive antes que ocorram. Conversar sem julgamentos e acolher quem está em sofrimento. O diálogo é essencial para construirmos pontes com o outro, permite ao ser humano vivenciar o sentimento de pertencimento a um espaço, quer seja este familiar, de amizade, de amor ou profissional.


Se você conhece alguém que tem sintomas de depressão ou que estejam enfrentando algum tipo de problema, não hesite em procurar ajuda especializada. As pessoas que estão se sentindo no limite, recomendo o número 188. Lá vocês encontrarão profissionais treinados para ajudar a encontrar o caminho, cujo mapa está dentro de você.


“Oferecer abrigo é sempre a melhor opção. Julgar menos, amar mais, estender a mão e não terminar de empurrar. Quando alguém pensa em suicídio, é pra matar a dor, não a vida." Mateus Santana.   


Por Amanda Ribeiro Oliveira, Colaboradora do Escritório Lucena D’Paula Almeida Advocacia.